segunda-feira, 9 de julho de 2007

Faróis

Tem alguns anos (não sei bem quantos) esta minha atracção por faróis.

Penso num farol como se este fosse um ser com vida, um velho guardião dos mares, um contador de histórias míticas e fantásticas!

Lembro-me que quando comecei a pintar aguarelas, andava eu no meu 8º ou talvez 9º ano, a primeira aguarela que fiz foi um farol, tímido e pequenino empoleirado no alto de uma falésia!

A essa aguarela perdi-lhe o rasto, com muita pena minha, não porque o resultado fosse uma grande obra de arte, mas porque marcou o o inicio destas minhas andanças de pincéis e tintas.

Faróis, já pintei vários... dos mais variados feitios e com diversos materiais.

Aqui estão
dois deles, um a Pastel de Óleo e o outro em barro, mais um dos meus passatempos, apesar de ultimamente estar posto um pouco de lado... os meus dias deviam ter 48 horas para poder fazer tudo o que gostaria!

Bons Encontros!

4 comentários:

Miguel disse...

acho que sim, mas quando existe essa energia toda nem que tivesses as tais 48 horas por dia mais 2 á noite se consegue concluir tudo!
vai fazendo o que dá que já não é mau...

J.C. disse...

como costumo dizer: se não chegarem as 24 horas do dia, usa também a noite...

Isabel Aleixo disse...

Olá!
Obrigada pela visita ao Dácámisso e pelas simpáticas palavras dirigidas!
Vim aqui de fugida mas, logo que possa, venho espiolhar isto tudo!!!
Beijinho

Célia disse...

Adorei o blog, tem tudo a ver contigo. Fez me recordar o tempo em que trabalhava mos juntas...
Muitos beijinhos
Célia